terça-feira, 22 de outubro de 2013

Retomada


Depois de um longo período sem postar acho que devo algumas explicações aos meus seguidores e possíveis leitores. Desde de janeiro as coisas andam corridas e não havia muito tempo para me dedicar ao blog, mas voltei ainda muito atarefada, mas cheia de saudades! 
Agora uma aprendiz em música (apesar do processo estar cada vez mais lento) e uma graduanda (bixete) terrivelmente apaixonada por terapia ocupacional (este curso me pegou de jeito) que ocupa a maior parte das minhas horas no dia, para ser uma boa aluna deve-se dedicação não é mesmo?

Por fim, embora a faculdade esteja me dando, NÃO pouco trabalho, vem sendo minha motivação para a batalha da vida. Talvez dai pra frente vocês me vejam escrevendo mais sobre esta nova paixão do que de mim mesma, mas é assim mesmo, são as paixões que nos ensinam a escrever.
Bom sem mais, estou indo e vindo e mudando o que deve ser mudado.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

A morte - Vinicius de Moraes

A morte vem de longe
Do fundo dos céus
Vem para os meus olhos 
Virá para os teus
Desde das estrelas
As loucas estrelas
Trânsfugas de Deus
Chega impressentida
Nunca inesperada
Ela que é na vida
A grande esperada!
A desesperada
Do amor fratricida
Dos homens, ai! dos homens
Que matam a morte
Por medo da vida.

domingo, 30 de dezembro de 2012

Atenção no link

Galera repaginando o blog, link amandavieiraborges.blogspot.com.br novo. 

Clarice Lispector

‎"Porque eu fazia do amor um calculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil."
Incrível como nossas diferenças nos aproximam .

sábado, 22 de dezembro de 2012

Quem de nós dois - Ana Carolina


Eu e você,
Não é assim tão complicado,
Não é difícil perceber.
Quem de nós dois
Vai dizer que é impossível
O amor acontecer?
Se eu disser
Que já nem sinto nada,
Que a estrada sem você
É mais segura,
Eu sei você vai rir da minha cara.
Eu já conheço o teu sorriso,
Leio o teu olhar.
Teu sorriso é só disfarce
O que eu já nem preciso.
Sinto dizer que amo mesmo.
Tá ruim pra disfarçar!
Entre nós dois
Não cabe mais nenhum segredo,
Além do que já combinamos.
No vão das coisas que a gente disse,
Não cabe mais sermos somente amigos.
E quando eu falo que eu já nem quero
A frase fica pelo avesso,
Meio na contra mão.
E quando finjo que esqueço
Eu não esqueci nada!
E cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais.
E te perder de vista assim é ruim demais.
E é por isso que atravesso o teu futuro
E faço das lembranças um lugar seguro.
Não é que eu queira reviver nenhum passado,
Nem revirar um sentimento revirado,
Mas toda vez que eu procuro uma saída
Acabo entrando sem querer na tua vida.
Eu procurei qualquer desculpa pra não te encarar.
Pra não dizer de novo e sempre a mesma coisa,
Falar só por falar.
Que eu já não tô nem aí pra essa conversa
Que a história de nós dois não me interessa.
Se eu tento esconder meias verdades
Você conhece o meu sorriso,
Lê o meu olhar.
Meu sorriso é só disfarce,
O que eu já nem preciso!

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Preocupada com o futuro!

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O futuro da humanidade de Augusto Cury

"Querido amigo Marco Polo,
Se você está amando uma mulher, lute por ela. Mas saiba que as mulheres são maravilhosamente incompreensíveis. O dia em que você compreender uma alma feminina, desconfie do seu sexo..."

O futuro da humanidade de Augusto Cury

"-Futuros psicólogos e psicólogas, a depressão é a experiência mais dramática do sofrimento humano. Só sabe a dimensão dessa dor quem já atravessou seus vales. As palavras são pobres para descrevê-la. Devemos aprender a respeitar esses pacientes, ouvi-los abertamente e fazê-los deixar de ser espectadores passivos de seu caos emocional. Precisamos levar os pacientes a gerenciar seus pensamentos, proteger suas emoções e reeditar o filme de suas histórias. Esta é a grande tarefa da psicologia. Os que exercem a psicologia devem ser pessoas apaixonadas pela vida e, acima de tudo, devem desenvolver habilidades para descobrir os tesouros soterrados nos escombros dos que sofrem. O mapa desse tesouro não está em nossas teorias, mas nos comportamentos expressos sutilmente pelos próprios pacientes. Deixem-se ser ensinados por eles. Jamais se esqueçam de que nós não tratamos de doentes por não sermos doentes, mas porque sabemos que somos..."

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Isaías 64: 4-9

Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aqueles que nele espera.
Sais ao encontro daquele que com alegria pratica a justiça, daqueles que se lembram de ti nos teus caminhos; eis que te iraste, porque pecamos; por muito tempo temos pecado e havemos de ser salvos?
Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades, como um vento, nos arrebatam.
Já ninguém há que invoque o teu nome, que se desperte e te detenha; porque escondes de nós o teu rosto e nos consomes por causa das nossas iniquidades.
Mas agora, ó Senhor, tu és nosso Pai, nós somos o barro, e tu, o nosso oleiro; e todos nós, obras das tuas mãos.
Não te enfureça tanto ó Senhor, nem perpetuamente te lembres da nossa iniquidade; olha, pois, nós te pedimos: todos nós somos o teu povo.

domingo, 10 de junho de 2012

"Não precisa correr tanto, o que é seu às mãos lhe há de vir."
(Machado de Assis)
"Navegar é preciso; viver não é preciso."
(Fernando Pessoa)

terça-feira, 5 de junho de 2012

Tem dia que parece que somos um tormento tanto pra nós mesmos quando pros outros.
Já vi que se dedicar muito as coisas não significa receber resposta alguma!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Se for para ser indiferente em minha vida, por favor nem entre nela .

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Calopsitês

Como muitos sabem tenho um casal de calopsitas, travessas, em casa. Hoje pela manhã minha mãe me acordou aos gritos para levar a Cherry ao veterinário (a femea). Ela me pediu para pegar ela, pois ela estava dentro do ninho e não havia saído a um bom tempo, desconfiávamos que ela estava doente!
Bom em resumo não consegui pegar ela
(a essa altura minha mãe já tinha chorado o rio amazonas). Então abri um pouco a parte de cima do ninho, e para nossa surpresa (Graças a Deus) ela não está doente, mas está chocando um ovinho. Que alivio e alegria, vou ser "avó".
Com toda essa situação fica evidente quão preciosos eles são, e quão valiosos nós somos a Cristo, pois ele mesmo já disse: " Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?"

Leiam Mateus 6:26-30