quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Cidadão - Zé Geraldo

Tá vendo aquele edifício moço?Ajudei a levantar Foi um tempo de aflição Eram quatro condução Duas pra ir, duas pra voltar Hoje depois dele pronto Olho pra cima e fico tonto Mas me chega um cidadão E me diz desconfiado, tu tá aí admirado Ou tá querendo roubar?

Meu domingo tá perdido Vou pra casa entristecidovontade de beber E pra aumentar o meu tédio Eu nem posso olhar pro prédio
Que eu ajudei a fazer

Tá vendo aquele colégio moço? Eu também trabalhei lá Lá eu quase me arrebento Pus a massa fiz cimento Ajudei a rebocar Minha filha inocente Vem pra mim toda contente Pai vou me matricular Mas me diz um cidadão Criança de no chão Aqui não pode estudar Esta dor doeu mais forte Por que que eu deixei o norte Eu me pus a me dizer Lá a seca castigava mas o pouco que eu plantava Tinha direito a comer

Tá vendo aquela igreja moço? Onde o padre diz amém Pus o sino e o badalo Enchi minha mão de calo Lá eu trabalhei também Lá sim valeu a pena Tem quermesse, tem novena E o padre me deixa entrar Foi lá que Cristo me disse Rapaz deixe de tolice Não se deixe amedrontar

Fui eu quem criou a terra Enchi o rio fiz a serra Não deixei nada faltar Hoje o homem criou asas E na maioria das casas Eu também não posso entrar

sábado, 21 de novembro de 2009

A lista - Oswaldo Monte Negro

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais...
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar...
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria
Quantos amigos você jogou fora?
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber
Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você?

- Malandriinha -

O que gosto em você? É esse olhar inocente de quem sabe o que faz, a confiança em teus olhos e a certeza que confirma segurando minhas mãos. Sabe que gosto do teu jogo, do jeito que brinca e me facina...
Você é como eu! Já sabe como Eu sou.
Não tenha medo de ser Feliz Amor, Jogo tudo pro ar e me entrego ao vento & deixe a vida fazer o resto, Teu toque melhora meu mundo... e tudo se torna culpa de um ser desconhecido, meus problemas acabam. Não mudaria nem um segundo de nossas vidas juntos!
- Sou a Malandriinha que gosto de mecher com teu coração, por favor não me tire a razão.

Vamos Brincar? Aposto um beeijo que você me quer! :*

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Aonde quer que Eu vá - Paralamas do sucesso

Olhos fechados,Prá te encontrar!
Não estou ao
seu lado
Mas posso sonhar
Aonde quer que eu vá
Levo você no olhar
Aonde
quer que eu vá
Aonde
quer que eu vá...

Não sei bem certo Se é só ilusão
Se é você
perto,Se é intuição
E aonde
quer que eu vá Levo você no olhar
Aonde
quer que eu vá
Aonde
quer que eu vá...

Longe daqui,Longe de tudo
Meus sonhos vão
te buscar
Volta prá
mim, Vem pro meu mundo
Eu
sempre vou te esperar

Não sei bem certo Se é só ilusão
Se é você
perto, Se é intuição
E aonde
quer que eu vá Levo você no olhar
Aonde
quer que eu vá
Aonde
quer que eu vá...


Confusa :S


Eu estou com medo de me me entregar pra você! Meu coração quer se jogar, para de dar uma de difícil na hora errada, isso me deixa confusa o bastante pra não ter respostas para as tuas perguntas.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

De Tanto Te Querer - Jorge e Mateus

Larga tudo e vem correndo

Vem matar minha vontade

Já faz tempo que eu tô sofrendo
Mereço um pouco de felicidade

Larga tudo e vem correndo
Pra eu mergulhar no teu
sorriso
Me arranca desse inferno
Me
leva pro seu paraíso

Eu não desisto do que eu quero
Mas não me
desespero
Te espero
Na tarde quente ou madrugada fria
Na tristeza ou na alegria

Ficar sozinho não rola mas amor não se implora
Nem se joga fora
O amor a gente
conquista e não há quem desista
Se o
coração chora
Chora com
vontade de te ver
Chora com
saudade de você
Chora às vezes eu
nem sei porque
Deve ser de tanto te querer
Iêêêêê
De
tanto amar você

- Não sei o porque mais amo essa musica -