domingo, 8 de agosto de 2010

E o céu se fez - IV

" Querida irmã Regina,
Papai disse que eu podia escrever para a senhora, para dizer como eu estou triste desde que a senhora saiu da escola. Nunca achei que a senhora iria embora e agora eu odeio a escola. Irmã Clemente não é uma professora muito boa e ela dorme o tempo inteiro e o recreio não é mais divertido porque os meninos mexem com a gente e ela não faz eles se comportarem.
Papai disse que a senhora não disse adeus para gente porque eles mandam as freiras irem para onde eles querem que elas vão e vocês precisam obedecer. Como não acho que isso seja certo, não vou ser freira quando crescer. Eu ia ser freira mas agora não vou ser mais.
Papai me deixou dizer que eu passei a fingir que a senhora era minha mãe depois que minha mãe morreu. De vez em quando, finjo, sim. Foi por causa disso que me senti tão triste quando eles disseram que a senhora tinha ido embora.
Lucy tirou 100 na prova de ortografia. Espero que a senhora esteja bem. Papai disse que a senhora está bem e que não morreu também. Bem, agora preciso parar de escrever e limpar a caixa de areia do Docinho.
Com amor,

ANNE OLCZAK"

Nenhum comentário: