terça-feira, 3 de agosto de 2010

Parei pra te ver - Penha Pinheiro

Você faz tudo que eu quero fazer
E eu sou tudo que você quer ser
Seu ar é fumaça
O meu ar é o que passa

Seu chão é concreto
O meu chão é incerto
Nossas afinidades são evidentes
Só não são aparentes

O meu olhar pro mundo é mais fácil
E a sua gentileza mais doce
Nós dividimos o mesmo espaço
E eu quase nem te conheço

Parei pra te ver, eu parei
Agora estou vendo
Não sei se eu te entendo
Mas gosto do que vejo

Nenhum comentário: