sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Jornal das Pequenas Coisas

" Não é que o mundo seja só ruim e triste. É que as pequenas notícias não saem nos grandes jornais. Quando uma pena flutua no ar por oito segundos ou a menina abraça o seu grande amigo, nenhum jornalista escreve a respeito. Só os poetas o fazem. "

Rita Apoena

Entre amigas.

(...) E ela me mandou ir pro cinema com meu amigo,
a mesma propósta que a sua ontem. Que conhecidência!


Não resisti e falei:
- Ele me disse isso ontem, vocês fazem telepatia?

Então ela me respondeu:
- Nem precisa minha flor! Os homens são previsíveis.



E ai eu me dei conta do óbvio.
(rsrs)


Baseado em fatos reais.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

A idade do céu - Paulinho Moska

Não somos mais
Que uma gota de luz
Uma estrela que cai
Uma fagulha tão só
Na idade do céu...
Não somos o
Que queríamos ser
Somos um breve pulsar
Em um silêncio antigo
Com a idade do céu...



Calma!
Tudo está em calma
Deixe que o beijo dure
Deixe que o tempo cure
Deixe que a alma
Tenha a mesma idade
Que a idade do céu...


Não somos mais
Que um punhado de mar
Uma piada de Deus
Um capricho do sol
No jardim do céu...
Não damos pé
Entre tanto tic tac
Entre tanto Big Bang
Somos um grão de sal
No mar do céu...


Calma!
Tudo está em calma
Deixe que o beijo dure
Deixe que o tempo cure
Deixe que a alma
Tenha a mesma idade
Que a idade do céu
A mesma idade


Que a idade do céu...


(Preciso falar algo? Musica perfeita!)

Bendita torneira.

É incrível, todas as vezes que você vai ficar em casa sozinha acontece algo na qual você não sabe como arrumar...
Isso me aconteceu hoje.
Como toda "dona de casa" estive a frente de um problema, uma torneira quebrou e fiquei digamos DESESPERADA, sem saber o que fazer. A água não parava de descer daquela Bendita torneira e a cada gota eu ficava com mais pânico. Quase cheguei a pensar que em um dia sozinha em casa eu iria conseguir alagar tudo sozinha.
(rsrs, depois que passa a gente ri né)

Eu com todo meu rebolado de "faz tudo" consegui arrumar, vocês acreditam? Nem eu!
Com todo esses desesperos, a gente sempre aprende algo:

- Em caso de emergência feche o registro! ;)
Se por via das duvidas não der certo diga:

- Mãe, não fui eu!

domingo, 24 de outubro de 2010

Tatto - Jordin Sparks (tradução)

Não importa o que você diga sobre amor
Eu continuo voltando pra mais
Minha cabeça continua pegando fogo
Cedo ou tarde eu consigo o que eu estou querendo saber
Não importa o que você diga sobre a vida
Eu aprendi toda vez que sangrei
A verdade é uma estranha
A alma esta em perigo
Eu consegui libertar meu espírito
Para admitir que eu estou errada
E aí mudar de idéia
Me desculpa, mas eu tenho que mudar e deixar você

Eu não posso perder tempo, então dê um momento
Eu percebi que nada está terminado
Não precisa preocupar com tudo que eu fiz
Vivo cada segundo como se fosse o último
Não olhe para trás como uma nova direção
Eu amo você uma vez que precisei de proteção
Você continua sendo uma parte de tudo que eu fiz
Você está no meu coração como uma tatuagem
Como uma tatuagem
Eu sempre terei você

Cansada de jogar todos esses jogos
Isso não é como ficar de um lado
Quando eu olhei no espelho, não entreguei
Isso machuca o suficiente para pensar que eu poderia parar
Admito que eu estou errada e mudei de idéia
Me desculpe, mas eu tenho que ser forte e deixar você

Se eu viver cada momento
Isso não mudará todo momento
Ainda é uma parte de mim em você
Eu nunca me arrependerei de você
Permanece a memória de você
Marca tudo que eu faço
oooh..

Cedo ou tarde - NX zero

Quando perco a fé,
Fico sem controle
E me sinto mal, sem esperança
E ao meu redor,
A inveja vai, fazendo
as pessoas se odiarem mais.


Me sinto só,
Mas sei que não estou
Pois levo você no pensamento
Meu medo se vai,
Recupero a fé,
E sinto que algum dia
ainda vou te ver
Cedo ou Tarde

Cedo ou tarde
A gente vai se encontrar,
Tenho certeza, numa bem melhor.
Sei que quando canto você pode me escutar.
Você me faz querer viver,
E o que é nosso,
Está guardado
em mim e em você
E apenas isso basta.

Sinais.

Por mais triste que seja pra mim falar sobre o que aconteceu tenho que desabafar.
Sorte a minha que, apesar de tudo SEMPRE encontro meu conforto!
Nessa madrugada tão cansativa, peguei no sono fácil. Como criança no conforto dos braços de sua mãe. Meu dia foi consideravelmente corrido. Quando se deita sem esperar por um sonho, ou, ao menos um pensamento, os pesadelos nos atormentam.
Você estava lá, naquela breve rotina que se tornou sonhar contigo.
Mas o sonho não era bom. Então porque dizer sonho?
Sonho = algo que se almeja, que se deseja.
Bem ao contrario disso o pesadelo, e nada do que vi quero pra mim.
Quando acordei, vi que você tentou se comunicar comigo. Mas eu num sono violento não acordei.
Pareciam sinais, para me dizer que você estava me fazendo companhia. Me pedindo gentilmente que acordasse e me aliviando pois era apenas um pesadelo.
Eu entendi os sinais.
Talvez nem sejam verdadeiros, mas eu temo em sonhar que não.
Descobri que te quero, e não te esqueço!

Falando com um amigo meu ele comentou, e assim termino:
- Sonhamos com que DESEJAMOS.

(Quem sabe meu desejo não é ter você por perto?)

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Dê valor no que você tem.

Uma coisa que realmente me mata de tristeza, é ver alguém não dando valor ao que tem.
Nessas semanas que se passaram andei pensando sobre o assunto,
um fato me veio a cabeça, e vejo que, as pessoas estão sempre a procura do melhor.
Coisas melhores, pessoas melhores, e não percebem o valor que pode ter aquilo que já está em suas mãos. Assim matamos objetos, seus valores, e pessoas.
Ruim é quando não reconhecem nosso valor. Percebe?


Aqui apenas uma reflexão.
Pense no que tem. Quantos valores você anda jogando fora?



quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Hoje eu acordei nas nuvens.


Você estava nos meus sonhos depois de uma longa jornada de solidão e desaparecimentos contínuos. E quando acordei quase cheguei ao céu, em sonho acho que até consegui toca-lo.

Essa madrugada foi uma das raras vezes que senti sua presença, depois acordei como se o fardo da saudade que estava em mim tivesse sido trocado, por uma saudade de quem acabou de ver uma pessoa que ama. Uma saudade de até amanhã. Mas no meu caso não sei se acontecerá mesmo, afinal, não podemos controlar nossos sonhos. Apesar de tentar!

Você estava tão lindo, sei lá coisa de gente apaixonada!

Mas uma coisa eu não posso negar. Minhas atitudes eram atrapalhadas e embaraçosas do mesmo modo que me comportaria se aquilo fosse uma realidade.

Eu ensaio diariamente minha cara de "paisagem" para fingir não estar incomodada ao seu lado, Mas no sonho não consegui disfarçar meu desconforto e timidez.


Bom, enfim só queria que soubesse que me fez muito BEM sonhar contigo.

E que você ainda tem o poder de me fazer feliz, mesmo com as circunstâncias.

Quem sabe um dia possa-lhe contar como foi exatamente

aquela tarde na madrugada.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Mário Quintana


" Eu, agora - que desfecho!
Já nem penso mais em ti...
Mas será que nunca deixo
De lembrar que te esqueci? "

Mário Quintana


" Quantas vezes a gente, em busca da ventura,
Procede tal e qual o avozinho infeliz:
Em vão, por toda parte, os óculos procura
Tendo-os na ponta do nariz! "

Mário Quintana


" Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda... "

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Um dia de sol - Tchai

Não sei mais,
Não tem como imaginar
A minha vida sem você.
O meu dia sem te ver.
Tenho tanto pra dizer
Palavras não posso encontrar
Pra que você possa entender
Que sua companhia é melhor,
Que um dia de sol
Que um dia de sol


Só eu sei
O que move é o desejo
De tocar essa canção,
De tirar da sua boca o não.
Tanto tempo se passou.
Eu não consigo encontrar
Uma maneira de falar que você pra mim é muito mais,
Que um dia de sol
Que um dia de sol
- só pra te dizer que sua companhia é melhor que um dia de sol! -

Sorte de hoje

Cada homem é arquiteto de sua própria sorte.

sábado, 16 de outubro de 2010

O Advogado e o Cliente

Um réu estava sendo julgado por assassinato na Inglaterra.
Havia fortes evidências sobre a sua culpa, mas o cadáver não aparecera.
Quase no final da sua sustentação oral, o advogado, temeroso de que seu cliente fosse condenado, recorreu a um truque:

- " Senhoras e senhores do júri, eu tenho uma surpresa para todos vocês ", disse o advogado, olhando para o seu relógio. " Dentro de um minuto, a pessoa presumivelmente assassinada neste caso, vai entrar neste tribunal. "
E olhou para a porta.
Os jurados, surpresos, também ansiosos, ficaram olhando para a porta.
Um minuto passou. Nada aconteceu.
O advogado, então, completou:

- " Realmente, eu falei e todos vocês olharam com expectativa. Portanto, ficou claro que vocês têm dúvida, neste caso, se alguém realmente foi morto. Por isso, insisto para que vocês considerem o meu cliente inocente ".
Os jurados, visivelmente surpresos, retiraram-se para a decisão final.
Alguns minutos depois, o júri voltou e pronunciou o veredicto:
- " Culpado! "
- " Mas como? " perguntou o advogado... " Vocês estavam em dúvida, eu vi todos vocês olharem fixamente para a porta! "
E o juiz esclareceu:
- " Sim, todos nós olhamos para a porta. Mas o seu cliente não... "


Professora de Francês.

" O pior não é um professor ignorante.
O pior é um aluno indiferente. "
(Sonia, Professora de francês)

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

:S

Eu ainda tenho mania de deitar na minha cama e chorar...

A vontade com a solidão.


As vezes eu ouço vozes, palavras que não foram ditas. E as vezes quando algo foi pronunciado eu nada escuto. Mas eu gosto mesmo é do silencio perturbador. Que me faz ficar incomodada comigo mesma, com a minha presença. Que me permite conversar comigo sem ao menos usar palavras.

Eu gosto de ficar sozinha e refletir sobre a vida.

Eu já me acostumei com a solidão!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Xanéu nº5 - Teatro magico

A minha tv não se conteve
Atrevida passou a ter vida
Olhando pra mim.

Assistindo a todos os meus segredos,
minhas parcerias, dúvidas, medos,
Minha tv não obedece.

Não quer mais passar novela,
sonha um dia em ser janela e não quer mais ficar no ar.
Não quer papo com a antena nem saber se vale a pena
ver de novo tudo que já vi.

Vi.

A minha TV não se esquece nem do preço
nem da prece que faço pra mesma funcionar.
Me disse que se rende a internet em suma
não se submete a nada pra me informar.
Não quis mais saber de festa não pensou em ser
honesta funcionando quando precisei.
A notícia que esperava consegui na madrugada
num site, flick, blog, fotolog que acessei.

A minha TV tá louca, me mandou calar a boca e
não tirar a bunda do sofá.
Mas eu sou facinho de marré-de-sí,
se a maré subir eu vou me levantar.
Não quero saber se é a cabo nem se minha
assinatura vai mudar tudo que aprendi,
triste o fim do seriado, um bocado magoado
sem saber o que será de mim.

Ela não SAP quem eu sou,
Ela não fala a minha língua.
(She doesn't speak my tongue)
Não.

"Pô tô cansado de toda essa merda que eles mostram na
televisão todo dia mano, não aguento mais, é foda!"

Manda bala Fernando...
Enquanto pessoas perguntam por que, outras pessoas perguntam por que não?Até porque não acredito no que é dito, no que é visto. Acesso é poder e o poder é a informação. Qualquer palavra satisfaz. A garota, o rapaz e a paz quem traz, tanto faz. O valor é temporário, o amor imaginário e a festa é um perjúrio. Um minuto de silêncio é um minuto reservado de murmúrio, de anestesia. O sistema é nervoso e te acalma com a programação do dia, com a narrativa. A vida ingrata de quem acha que é notícia, de quem acha que é momento, na tua tela querem ensinar a fazer comida uma nação que não tem ovo na panela que não tem gesto,
quem tem medo assimila toda forma de expressão como protesto.

Falou e disse...
Num passado remoto perdi meu controle...
Num passado remoto perdi meu controle...
Num passado remoto...

Era vida em preto e branco, quase nunca colorida reprisando coisas que não fiz,
finalmente se acabando feito longa, feito curta que termina com final feliz...

Ela não SAP quem eu sou,
Ela não fala a minha língua.
Ela não SAP quem eu sou,
Ela não fala a minha língua.
Ela não SAP quem eu sou,
Ela não fala a minha língua.
(Quem te viu, pay-per-view.)
Ela não SAP quem eu sou,
Ela não fala a minha língua.
Eu não sei se pay-per-view ou se quem viu tudo fui eu.
A minha tv tá louca.




A música "Xanéu nº5", há um debate sutil e, por vias opostas, mordaz, sobre o amontoado de informações que absorvemos, sem perceber, assistindo aos programas de TV da atualidade", explica Anitelli.

Ignorância de não saber quem se é.

No MSN status disponível não fazia diferença, pois sua presença era como a de um fantasma. Ninguém de tão importante estava ali para lhe fazer companhia e jogar minutos fora em uma conversa sem pé nem cabeça, mas que sem duvida faz bem a alma,
rir com amigos é o melhor remédio para um coração partido e uma noite de solidão!
De repente, uma janela se abre piscando e chamando sua atenção.
Uma garota pergunta-lhe com toda a educação possível que pode se ter a perguntar a alguém
- Quem é você?
Ela pensa, e escreve seu nome, mas não envia a mensagem, pela futilidade que lhe parece dizer que ela é, não, aquele é apenas o seu nome. E se pergunta 'Quem é você', novamente.
Tenta lembrar-se de onde conhece a garota, mas sua memória também não contribui. E como resposta para uma pergunta sobre si, que não soube encontrar uma resposta, bloqueia a garota, pedindo-lhe perdão pela ignorância, e falta de conhecimento sobre si mesma.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

A questão é

você ainda consegue me jurar que, não me ama?

Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres. - Clarice Lispector


(...)

“Uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente.Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita fui a criadora de minha própria vida. Foi apesar de que parei na rua e fiquei olhando para você enquanto você esperava um táxi. E desde logo desejando você, esse teu corpo que nem sequer é bonito, mas é o corpo que eu quero. Mas quero inteira, com a alma também. Por isso, não faz mal que você não venha, esperarei quanto tempo for preciso.”


Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres.
Assistindo novamente o primeiro episódio, da primeira temporada de
'Tudo que é sólido pode derreter' me desperto para viver apesar de tudo que me aconteceu.
E me lembro da primeira sensação, de tudo que era novo quando te conheci. Lembrei-me do amor que estava guardado na gaveta recusando-se a admitir seus sentimentos.
Aprendo que não é só um sentimento. Me lembro do prazer, e aprendo uma nova lição, que apesar de, deve-se viver!

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Me encontra - Charlie Brown Jr.

Hoje eu vou sair pra encontrar o amor
Espero a tanto tempo e ainda não rolou
O vento diz que é hoje em meio a multidão
Que eu vou encontrar a dona do meu coração
Ai sempre...
Sorrir e chorar e ter alguém pra compartilhar
Sempre...
Viver para alguém que me ama e dividir
Sempre...
Felicidade e amor...
Então
Me encontra, ou deixa eu te encontrar


Eu não conheço todas as flores
Mas vou mandar todas que eu puder
Vivemos tempos de loucos amores
Só é feliz quem sabe o que quer

Me encontra, ou deixa eu te encontrar

Fico pensando onde está você
E se você estaria pensando em me encontrar
Como sou, onde estou, e onde quero chegar?
Como sou, como é que vai ser, e onde vou te levar?
Mas se você me ver, pode acenar pra mim
Já pensou que louco te encontrar assim?
Eu vou na boa vou na fé sei que vou te encontrar
E quando eu te encontrar nós vamos comemorar!

Me encontra, ou deixa eu te encontrar

Me encontra?

domingo, 3 de outubro de 2010

A ultima Grande lição - O sentido da vida


" Aceitar o que se é capaz de fazer e também o que não se é capaz. "
( Morrie )


" Aceitar o passado como passado, sem negá-lo nem descarta-lo. "
( Morrie )


" Aprender a perdoar a si mesmo e aos outros. "
( Morrie )


" Nunca pense que é tarde para se envolver. "
( Morrie )


" A cultura que temos não contribui para que as pessoas se sintam com elas mesmas. É preciso ser forte para dizer que, se a cultura não serve, não interessa ficar com ela. "
( Morrie )


" Tanta gente anda de um lado para outro levando vidas sem sentido. Parece semi-adormecidas, mesmo quando ocupadas em coisas que julgam importantes. Isso acontece porque estão correndo atrás do objetivo errado. Só podemos dar sentido à vida dedicando-nos a nossos semelhantes e a comunidade e nos empenhando na criação de alguma coisa que tenha alcance e sentido. "
( Morrie )



" - O mais importante na vida é aprender a dar valor e a recebê-lo.
A voz dele reduziu-se a um murmúrio.
- Deixe o amor vir. "
( Morrie e Mitch )


" Na saída da classe, Morríe me detém.
Você quase não falou hoje Mitch.
- Bem... eu não tinha o que dizer.
- Ora desconfio que você tem muito a dizer. A propósito, você me lembra uma pessoa que conheci que também gostava de guardar tudo para ela quando era jovem.
- Quem?
- Eu. "
( Morrie e Mitch )



" Quando se aprende a morrer, aprende-se a viver. "
( Morrie )



" Espero que você descubra que o sofrimento tem poder de curar. "
( Morrie )


" O universo é demasiado harmônico, grandioso e avassalador
para se acreditar que é tudo obra do acaso. "
( Morrie, Treinador )


" - Estar morrendo é apenas uma circunstância triste, Mitch. Viver infeliz é diferente. Muitas das pessoas que me visitam são infelizes. "
( Morrie )


" Foi por eliminação que o melhor professor que já tive entrou para o magistério. "
( Mitch )


" O professor se liga à eternidade;
ele nunca sabe onde cessa a sua influência. "
- Henry Adams


" Comecemos com esta idéia - disse Morrie - Todo mundo sabe que vai morrer, mas ninguém acredita. "


" O destino aniquila muitas espécies; só uma ameaça a si mesma. "
- W. H. Auden, o poeta preferido de Morrie


" - Como posso invejar a fase em que você está hoje, se já estive nela? "
( Morrie )


" - Tem havido enorme confusão neste país quando àquilo que queremos, em face do que precisamos - disse Morrie. - Precisamos de alimento, e queremos um sorvete de chocolate. Precisamos ser honestos com nós mesmos. Ninguém precisa do último carro esporte, ninguém precisa daquela casa maior. Essas coisas não trazem satisfação. Sabe o que realmente traz satisfação?
- O quê?
- Oferecer aos outros o que temos para dar.
- Parece conversa de escoteiro.
- Não falo de dinheiro, Mitch. Falo de tempo útil. Do interesse por outros. De contar-lhes histórias. Não é tão difícil. Abriram aqui perto um centro para a terceira idade. Dúzias de idosos vão a ele todos os dias. Qualquer jovem, homem ou mulher que domine um conhecimento é convidado a ir lá ensiná-lo. Computação, por exemplo. Você vai lá e ensina computação. Será recebido de braços abertos. E eles ficam muito agradecidos. É assim que se começa a inspirar respeito, oferecendo alguma coisa que se tem.
- Há muitos lugares onde se pode prestar esses serviços - disse ele. - Não é preciso ser craque em algum ramo. Existem gente solitária em hospitais e abrigos que só almeja companhia. Quem joga baralho com um velhinho solitário adquire um novo respeito por si mesmo. Porque tornou-se necessário. - Lembra-se do que eu disse a respeito de achar um sentido para a vida? - Indagou. - Tomei nota, mas já sei de cor: dedique-se a amar os outros, dedique-se à sua comunidade, empenhe-se em criar alguma coisa que dê sentido e significado à sua vida.
- Notou - acrescentou sorrindo - que não se fala aí de salário?
Rabisquei em um bloco amarelo algumas das coisas que ele dizia. Fiz isso mais para impedir que ele visse os meus olhos, percebesse o que eu estava pensando. Que eu, na maior parte do tempo, depois da formatura, corri atrás de tudo o que ele vinha condenando - brinquedos mais vistosos, casas melhor. Por trabalhar entre atletas ricos e famosos, convenci-me de que minhas necessidades eram reais, minha ambição inconsequente comparada com a deles.
Era uma cortina de fumaça. Que Morrie me fez perceber.
- Mitch, se você está querendo se exibir para pessoas que estão por cima , desista. Faça o que fizer, elas olharão para você com superioridade. e, se está querendo se exibir para os que estão por baixo, desista também. Eles invejarão você, só isso. Posição não leva a nada. Só um coração aberto permite à pessoa flutuar em igualdade entre os semelhantes.
Fez uma pausa, olhou para mim.
- Estou morrendo certo?
- Certo.
- Por que acha que é tão importante para mim escutar os problemas dos outros? Já não estou carregado de dor e sofrimentos? É claro que estou. Mas doar-me a outros é o que me faz sentir vivo. Não é a minha casa nem meu carro. Não é o que o espelho me mostra. Quando dôo o meu tempo a alguém, quando consigo fazer alguém que está triste sorrir, sinto-me quase tão sadio como fui antes.
- Faça aquilo que vem do coração - disse ele. - Fazendo, não ficará insatisfeito, não sentirá inveja, não estará aspirando a bens que pertencem a outros. Pelo contrário, ficará assombrado com o que receberá de volta. "
( Morrie e Mitch )


" Toda noite, quando vou dormi, morro.
E, na manhã seguinte, quando acordo renasço. "
- Mahatma Gandhi
" - Bata com força.
Bati nas costas de Morrie.
- Mais forte.
Bati mais uma vez.
- Perto do ombro... mais embaixo.
Vestindo a calça de pijama, Morrie estava deitado de lado na cama, a cabeça entregue ao travesseiro, a boca aberta. A fisioterapeuta me ensinava como soltar o catarro dos pulmões, o que agora precisava ser feito regularmente para que a secreção não solidificasse, para que ele pudesse respirar.
- Eu sempre soube... que você... queria me bater - disse ele ofegante.
- É - respondi, dando punhadas nas costas branquelas dele. - Essa é por aquela nota sofrível que você me deu no segundo ano - mais uma batida.
Todos rimos, aquele riso nervoso que vem quando o demônio ronda por perto. "
" - Ai é que entra a minha idéia de formarmos a nossa própria pequena subcultura - disse Morrie. - Isso não quer dizer que se deva desprezar as normas da comunidade. Por exemplo, eu não saio nu pelas ruas. Não atravesso sinais vermelhos. Posso obedecera normas menores. Mas as coisas grandes, como o que pensamos, o que valorizamos, isso precisamos escolher.
Não podemos deixar que ninguém, que nenhuma sociedade, decida isso por nós.
- A minha situação, por exemplo - disse ele. - As coisas que deviam me constranger agora, não poder andar, não poder limpar a bunda, acordar certos dias com vontade de chorar, não há nada visceralmente embaraçoso nem vergonhoso nisso.
O mesmo se aplica às mulheres que não são esbeltas como gostariam, ou aos homens que não são tão ricos como desejariam. É o que a nossa cultura quer que você acredite.
Não acredite. Perguntei-lhe por que ele não se mudou para algum outro lugar quando era jovem.
- Para onde?
- Não sei. América do sul, Nova Guiné. Algum país não tão egoísta como o nosso.
- Toda sociedade tem seus problemas - disse Morrie, erguendo as sobrancelhas. - A solução não é fugir. Precisamos trabalhar para criar a nossa própria cultura. Não importa onde vivamos, o maior problema dos seres humanos é a miopia intelectual. Não enxergamos o que podemos ver. Devíamos atentar para o nosso potencial e nos esforçar por alcançar tudo o que podemos ser. Mas, quando se vive cercado de pessoas que dizem "quero o meu agora" , acaba-se tendo poucas pessoas possuindo tudo e uma organização militar para impedir os pobres de se levantarem e roubarem.
Morrie olhou por cima dos meus ombros para a janela lá atrás. Às vezes, ouvíamos o barulho de um caminhão ou um assovio de vento. Ele contemplou por um instante a casa do vizinho e continuou.
- O problema, Mitch, é não acreditarmos que os seres humanos são muito parecidos. Brancos e negros, católicos e protestantes, homens e mulheres. Se olhássemos uns para os outros como iguais, talvez sentíssemos o desejo de nos unirmos, formando a essa família como nos dedicamos à nossa família particular. Mas quando se está morrendo vê-se quanto isso é verdadeiro. Todos temos o mesmo começo, o nascimento, e o mesmo fim, a morte. Assim, onde ficam as grandes diferenças?
- Investir na família humana - continuou. - Investir em gente. Formar uma pequena comunidade com aqueles que amamos e que nos amam.
Apertou a minha mão suavemente. Apertei a dele com mais força. E, como naquela disputa de parque de diversões em que se desfecha uma marreta e fica-se olhando o disco subir pelo poste, quase senti a minha temperatura subir pelo peito, pelo pescoço, pelo rosto, até os olhos de Morrie. Ele sorriu.
- No começo da vida, quando somos criancinhas, precisamos de outros para viver, certo? E no fim da vida, quando chegamos ao estado em que cheguei, precisamos de outros para viver, certo?
A voz dele reduziu-se a um murmúrio.
- Mas o segredo é que, entre a infância e o fim, também precisamos de outros. "
" Não ir tão cedo, mas não se agarrar por muito tempo. "
( Morrie )
" Sejam solidários - disse Morrie em voz baixa. - E sejam responsáveis uns pelos outros. Se aprendêssemos a fazer isso, o mundo seria bem melhor do que é.
Respirou fundo e acrescentou o seu mantra: " Amem-se uns aos outros ou pereçam. "
A entrevista terminou. Mas, não sei por que, o câmera deixou o filme rodando e uma cena final foi captada.
- Você esteve muito bem - Disse Koppel.
Morrie deu um leve sorriso.
- Dei-lhe o que tinha - murmurou.
- Você sempre fez isso.
- Essa doença está mexendo com meu espírito, Ted. Mas não vai derrubá-lo. Derruba o meu corpo, mas não derruba o meu espírito.
Koppel estava prestes a chorar.
- Você esteve muito bem. Você semeou o bem.
- Acha? - Morrie voltou os olhos para o teto. - Estou em negociações com Ele lá em cima. Tenho perguntado a Elese vou me tornar um anjo.
Foi a primeira vez que Morrie admitiu que falava com Deus. "
" - Já escolhi o lugar onde vou ser enterrado.
- Onde é?
- Perto daqui. Em uma colina, debaixo de uma árvore, com vista para um laguinho. Lugar sereno. Bom apara pensar.
- Pretende pensar quando estiver lá?
- Pretendo ser enterrado lá.
Sorri. Ele sorriu.
- Vai me visitar lá?
- Visitar?
- Só chegar e conversar. De preferência numa terça-feira. Você sempre me visita às terças-feiras.
- Somos terça-feirinos.
- Certo. Terça-feirinos. Então, você vai?
Ele estava decaindo rapidamente.
-Olhe para mim - pediu.
- Estou olhando.
- Vai visitar o meu túmulo? Contar-me os seus problemas?
- Meus problemas?
- É.
- E você vai me dar respostas?
- Darei o que puder. Não tem sido assim?
Imagino o túmulo numa colina, com vista para o lago, sete palmos de terra onde vão depositá-lo, cobri-lo de terra, colocar uma pedra por cima. Talvez daqui a umas semanas? Daqui a pouco dias? Imagino-me sentado lá, com os braços em torno dos joelhos, olhando o espaço.
- Mas não vai ser a mesma coisa, não vou ouvir você falar.
- Ah, falar...
Fecha os olhos e sorri.
- Vamos combinar assim, Depois que eu morrer, você fala. Eu escuto. "
" - A morte não é contagiosa. É natural como oa vida. Faz parte do contrato. "
( Morrie )
" Pediu para ver o hibisco no peitoril atrás dele. Peguei o vaso da planta com as duas mãos e levei-o para a frente dos seus olhos. Ele sorriu.
- Morrie é natural - disse mais uma vez. - Se fazemos disso um cavalo-de-batalha é porque não nos consideramos como parte da natureza. Pensamos que, por sermos humanos, estamos acima da natureza.
Sorriu para a planta.
- Não estamos. Tudo que nasce morre. -Olhou para mim. -Aceita isso?
- Aceito.
- Ótimo -murmurou. - Agora, veja a recompensa. Veja em que somos diferentes dessas maravilhosas plantas e animais. Enquanto pudermos amar uns aos outros, e recordarmos a sensação de amor que tivemos, podemos morrer sem desaparecer. Todo o amor que criamos fica. Todas as lembranças ficam. Continuamos vivendo. Nos corações daqueles que tocamos e acalentamos enquando estivemos aqui.
A voz ficou rouquenha, sinal de que ele precisava descansar por um tempo. Repus a planta no peitoril e fui desligar o gravador. Mas, enquanto ele ainda estava ligado, Morrie disse isto:
- A morte é o fim de uma vida, mas não de um relacionamento. "
" - Ouvi uma histórinha linda outro dia - diz Morrie. - Fecha os olhos por um momento e eu espero.
- É a história de uma ondazinha saltiando no oceano - ele diz -, divertindo-se a valer. Está apreciando o vento e o ar fresco... até que dá com as outras ondas na frente, arrebentando-se na praia. "meu Deus, que coisa horrível!", diz a ondazinha. " É isso que vai acontecer comigo!"
- Aí chega outra onda - cntinua. - Vê a primeira, que está triste, e pergunta: " Por que está triste?"
- " Você não está entendendo", diz a primeira onda. " Vamos todas arrebentar! Nós todas vamos acabar em nada! Não é horrível?"
Respondeua segunda onda: "Não, você é que não está entendendo. Você não é uma onda, você é parte do oceano. "
Sorrio. Morrie torna a fechar os olhos.
- Parte do aceano - diz. -Parte do oceano.
Fico olhando a respiração dele, inspirando, expirando, inspirando, expirando."



Livro Perfeito, Vida perfeita!


-Recomendo - ♥

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Audrey Hepb


" Amor não tem nada a ver com o que você espera receber, mas só com o que você espera dar. "



" Eu amo as pessoas que me fazem rir. Sinceramente, acho que é a coisa que eu mais gosto, rir. Cura uma infinidade de males. É provavelmente a coisa mais importante em uma pessoa."



"Pessoas, muito mais que coisas, devem ser restauradas, revividas, resgatadas e redimidas: jamais jogue alguém fora."



" Audrey : É claro que ele quer te ver.
Joey : O que te faz dizer isso?
Audrey : Porque você é linda e não sabe disso. Porque você é inteligente e não acredita nisso. Você é um tipo de garota que os caras nunca conseguem esquecer.
Joey, você é o tipo de garota com quem as outras garotas se comparam."



"Para ter lábios atraentes, diga palavras doces; para ter olhos belos, procure ver o lado bom das pessoas; para ter um corpo esguio, divida sua comida com os famintos; para ter cabelos bonitos, deixe uma criança passar seus dedos por eles pelo menos uma vez por dia; para ter boa postura, caminhe com a certeza de que nunca andará sozinho; pessoas, muito mais que coisas, devem ser restauradas, revividas, resgatadas e redimidas;lembre-se que, se alguma vez precisar de uma mão amiga, você a encontrará no final do seu braço. Ao ficarmos mais velhos, descobrimos porque temos duas mãos, uma para ajudar a nós mesmos, a outra para ajudar o próximo; a beleza de uma mulher não está nas roupas que ela veste, nem no corpo que ela carrega, ou na forma como penteia o cabelo. A beleza de uma mulher deve ser vista nos seus olhos, porque esta é a porta para seu coração, o lugar onde o amor reside."
Pense nisso!