quinta-feira, 25 de novembro de 2010

O Vendedor de passados - José Eduardo Agualusa I

" Corversamos. Ou melhor, ele fala e eu escuto. às vezes rio-me e isso basta-lhe. Já nos liga, suspeito, um fio de amizade. "

2 comentários:

Eu nunca disse adeus.. disse...

Lindoooo!
E isso as vezes acontece né não?!

Amanda Vieira Borges disse...

Sim, achei esplêndido!