quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Te apresento o meu Deus - Rayssa e Ravel

Dizem por aí que o meu Deus não tem poder,
Que não tem valor o que ele fez por mim e por você,
Dizem que morto ele está,
E perguntam como pode ser
Um Deus morto fazer coxo andar, e até cego ver?
Afirmo que ele vivo está!
Pois se morto estivesse... Eu morto também estaria!
Deus de mim não se esquece.
Eu desafio a qualquer deus que intitulam por aí
Perdoar pecados, levantar os mortos e fazer jugo cair.

O meu Deus anda pelas tempestades, sem se abalar.
O meu Deus abre caminho pro servo passar,
No meio do mar.
Escolhe o homem como fez com Gideão,
E faz dele um campeão.
Exalta o pequeno e dá vitória aos seus.
Te apresento o meu Deus

Esse é o meu Deus
Que ninguém pode carregar em uma procissão,
Ele é quem nos carrega em suas mãos,
Seu trono está entronizado lá no céu.
Ele é mestrado e doutorado em milagres
Seu nome é fiel.
Esse é o meu Deus.
Que já não anda pendurado numa cruz.
É o Rabi da Galiléia meu Jesus.
Ande com ele creia nele pra vencer.
Receba a graça da unção que agora está sobre você.
Te apresento o meu Deus!

Nenhum comentário: